Conforme apurado pela reportagem, defesas alegaram surto de diarreia e cumprimento antecipado de pena, dentre outros. Parlamentares são investigados por suspeita de desvio de verbas públicas com gráficas.

O juiz de plantão em Uberlândia, Lourenço Migliorini, negou pedido de liberdade provisória dos 14 vereadores presos preventivamente no presídio Jacy de Assis, no Bairro Dom Almir.

Eles foram presos por suspeita de uso irregular de dinheiro público com verbas de gabinete e gráficas. Os 14 estão em prisão preventiva (veja lista abaixo). Saiba quais estão soltos ou em prisão domiciliar.

O pedido foi feito pelas defesas depois do surto de intoxicação alimentar na unidade prisional que atingiu mais de dois mil detentos no último domingo (29).

Além do surto de diarreia, os advogados usaram como argumento que o afastamento automático do mandato dos vereadores e a suspensão da verba indenizatória indicam que não há mais necessidade de manutenção da prisão preventiva.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here